Arquivo de Tag | Johnson & Johnson

Aberta nova turma para certificação na metodologia de avaliação Hogan

Entre os dias 21 e 22 de março a consultoria Ateliê RH — distribuidora nacional dos instrumentos de avaliação de personalidade e de valores e motivações da Hogan Assessment Systems — organiza em São Paulo mais um workshop de certificação Hogan, voltado para profissionais de Recursos Humanos, consultores e coaches que desejam utilizar as ferramentas Hogan em sua atuação profissional.
A metodologia Hogan foi desenvolvida pelo psicólogo americano Robert Hogan, um dos maiores especialistas do mundo em avaliação de personalidade, liderança e efetividade organizacional e é extensamente utilizada em organizações de 40 países.
Os instrumentos Hogan foram desenvolvidos para o mundo corporativo e não adaptados a partir do uso clínico. Assim eles são mais efetivos para atender as demandas das empresas — seleção, avaliação de potencial, desenvolvimento, sucessão de gestores, coaching, desenvolvimento e equipes, entre outros. As avaliações Hogan são extremamente precisas e podem predizer, com significativa validade, a performance e o comportamento que um determinado profissional terá no ambiente de trabalho. A ferramenta já foi adotada por empresas como Pepsico, Dell, Cisco, Avon, J&J, entre outros.
No Brasil, os inventários Hogan estão sendo aplicados desde 2003 e padronizados para a população brasileira desde 2009. Em todo o mundo, mais de 1 milhão de pessoas já realizaram o Inventário Hogan de Personalidade, que também já foi validado para quase todos os cargos na maioria de indústrias.

Conheça os inventários
A metodologia Hogan é composta por três inventários, que dão origem a vários relatórios e avaliações da personalidade da pessoa avaliada:

Personalidade: O Inventário Hogan de Personalidade (IHP) identifica o “lado luz” da personalidade e tem a capacidade, comprovada cientificamente, de predizer o comportamento profissional. Por meio de sete escalas, o IHP avalia os seguintes traços: ajustamento, ambição, sociabilidade, sensibilidade interpessoal, prudência, inquisitivo e abordagem a aprendizagem. O nível apresentado em cada traço e suas combinações permite a seleção da pessoa certa para o lugar certo, o apoio para o desenvolvimento de indivíduos pela ampliação de seu autoconhecimento e orientação em transições de carreira.
Desafios: O Inventário Hogan de Desafios (IHD), que também ficou conhecido como “Fatores de Descarrilamento de Carreira”, avalia as 11 tendências de comportamento que emergem sob estresse e podem afetar os relacionamentos no trabalho, prejudicar a produtividade, ou limitar o potencial geral de carreira.
Motivos, Valores e Preferências: O Inventário de Motivos, Valores e Preferências mapeia os dez valores centrais e os motivadores da pessoa avaliada, como crenças e seus objetivos de vida; suas preferências no que tange ao trabalho e o que, para o profissional avaliado, significa ter um bom trabalho; suas aversões, que refletem atitudes que não são apreciadas e podem ser consideradas motivos de estresse e finalmente, quais os tipos de pessoas que este indivíduo prefere ter como colegas de trabalho e amigos.

De acordo com Hogan, as 11 tendências que podem tirar um profissional da pista do sucesso são: exibir um comportamento muito “temperamental”, com altos e baixos emocionais; ser cético em excesso; ter cautela em demasia; manter um comportamento muito reservado no ambiente de trabalho; demonstrar uma passividade resistente; ser arrogante; demonstrar ser ardiloso; ser melodramático; ou ser muito imaginativo, perfeccionista ou obsequioso demais.

Cresce a procura por profissionais híbridos

Se no passado o profissional mais cobiçado pelas empresas era aquele que dominava uma determinada área de atuação, hoje em dia o funcionário híbrido vem ganhando maior destaque no mercado de trabalho. Ele não precisa ser um especialista, mas tem que conhecer e entender áreas distintas, ter uma ampla formação e conhecimento de diferentes segmentos.
Na Johnson & Johnson, maior e mais diversificada empresa de cuidados com a saúde do mundo, o desafio é encontrar profissionais com formação que permeie diferentes áreas, como um engenheiro químico que também entenda da área farmacêutica, pois o mercado precisa de um profissional que tenha capacidade técnica para criação de produtos e também entenda de regulamentação junto à ANVISA, por exemplo.
O setor de cosméticos no Brasil cresce mais de 10% ao ano, sendo um dos que mais se desenvolve no mundo, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec). Porém, as necessidades são muito específicas. “O aumento de demanda por mão-de-obra não foi acompanhado pelos meios educacionais. Não temos hoje pessoas capacitadas e prontas para preencher todos os novos campos da indústria, e estes surgem todos os dias. A equação em discussão nas empresas é: Como aplicar o que se aprende para gerar inovação? Diferenciação?”, diz Sônia Marques, diretora de RH da Johnson & Johnson Brasil.
A diretora de RH também comenta que o histórico de formação em áreas como Administração e Marketing é grande, mas não há formação adequada para outros segmentos que estão crescendo. ”Existe hoje alguma faculdade de embalagem e sustentabilidade, por exemplo? Não temos. Um profissional deste tipo é muito demandado em diversos setores da indústria. Precisamos pensar no desenvolvimento de produtos de forma sustentável. A Johnson & Johnson supre internamente essa necessidade, dando formação aos profissionais. Sempre que um profissional é contratado, já pensamos qual pode ser o próximo movimento dele dentro da companhia, em que área ele poderá atuar no futuro”.

Candidato disputado
No caso de profissões especificas, a situação também é complexa. O Brasil abriga hoje o 2º maior Centro de Pesquisa e Tecnologia (CPT) da empresa no mundo. Lá são criados a maioria dos 200 produtos lançados todos os anos na América Latina. Um centro dessa amplitude precisa constantemente de lançamentos e para atuar nessa área o profissional deve entender de criação e desenvolvimento de produtos e ao mesmo tempo de legislação, além de ter a capacidade de gerir pessoas.
O mesmo aconteceu com a área de cuidados com a pele que teve um grande crescimento nos últimos anos e demandou maior investimento da companhia em mão-de-obra. “Focamos ainda mais na área de pesquisa, na contratação de profissionais de pesquisa que trabalhem no desenvolvimento de novos produtos. O desafio é que um dermocosmético não é um medicamento, mas precisa ser tratado como um, o que demanda um profissional mais qualificado que entenda novamente de criação e legislação”, afirma Sônia.
Hoje, 200 funcionários integram o CPT no Brasil, sendo 180 cientistas entre engenheiros, farmacêuticos e pesquisadores. A estimativa é contratar até o final de 2012 cerca de 30 pessoas, o que equivale a um aumento de 15% do total de funcionários.

Johnson & Johnson investe em políticas internas de incentivo à inovação

Todos os anos, a Johnson & Johnson lança em média 200 novos produtos na América Latina, sendo 150 provenientes do Brasil. Todas essas novidades são desenvolvidas no Centro de Pesquisa e Tecnologia (CPT) da Johnson & Johnson, localizado em São José dos Campos (SP), em uma área de seis mil metros quadrados, que integra o Parque Industrial da empresa.
Para incentivar tanta criatividade, a Johnson & Johnson desenvolve uma série de atividades com os cerca de 200 pesquisadores que integram o CPT, entre eles engenheiros, farmacêuticos e químicos. O foco é sempre a inovação.
Há seis anos foi formado o Comitê de inovação, um grupo de 20 pessoas de diferentes formações e níveis, de juniores a sêniores, que gerenciam o processo de inovação e desenvolvem ações para gerar ideias no CPT. O grupo é renovado anualmente, sendo que metade muda e metade fica.
Todos os anos, desde 2007, é realizado também o “Prêmio de Inovação”, conferido aos oito melhores projetos submetidos por funcionários. Em 2011, foram submetidas 11 idéias e a vencedora do prêmio — Neutrogena® Deep Clean Sabonete Facial com Grapefruit, que remove 99% das impurezas da pele — foi lançada no mercado no começo de 2012.
O programa “Vista essa camisa”, inicialmente chamado de “Do your own Project”, é outra iniciativa que envolve os cerca de 4 mil funcionários da planta em São José dos Campos. Todos são convidados a participar com ideias para a criação de produtos. Sejam elas viáveis ou não, o importante é usar a criatividade. Os colaboradores penduram suas ideias em bilhetes no formato de camisetas num painel em formato de varal. As duas campanhas já realizadas geraram 297 ideias. Como incentivo, a fábrica que submetesse mais ideias ganhava uma festa.
Há também os grupos de discussão para gerar ideias, o chamado “Balloon of Insights”. Desde 2006, 71 ideias foram geradas, sendo cinco aprovadas pelo Comitê de Inovação como potenciais para serem desenvolvidas. As sugestões que acabam se tornando viáveis e geram patentes para a companhia, sejam conferidas ou outorgadas, são recompensadas financeiramente.
Na entrada do CPT um quadro traz todas as patentes já conferidas a funcionários na companhia nos últimos anos.

Lançamentos do CPT
Vários produtos inovadores na história da Johnson & Johnson foram desenvolvidos no CPT do Brasil e lançados com sucesso no mercado, como os shampoos e condicionadores JOHNSON’ s BABY® para os diferentes tipos de cabelo, o SEMPRE LIVRE ADAPT®, SEMPRE LIVRE TERMOCONTROL®, SEMPRE LIVRE TRI PROTECT®, SEMPRE LIVRE SLINEA ULTRA®, a linha dermocosmética ROC Minesol® Oil Control e ROC® Clarifiant e ainda a linha de Higiene Oral Listerine ® Essencial.
As novidades mais recentes criadas no CPT são a escova de dentes sustentável REACH ECO®, com o cabo feito de 40% de aparas de absorvente, lançada no País em 2009. Essa foi a primeira escova do mercado brasileiro com apelo sustentável. E no verão de 2011/2012 foi lançado o protetor solar SUNDOWN® Senses, com nova fragrância, aspecto e textura mais leves. O produto, que tem as embalagens assinadas pela estilista Adriana Barra, foi desenvolvido com base em pesquisas com o público feminino, que mostraram a crescente valorização dos atributos fragrância (possui notas de frutas e flores), textura mais leve e suave.

Johnson & Johnson abre 34 vagas para trainees

A Johnson & Johnson do Brasil está com 34 vagas abertas para o programa Jovens Talentos Trainee 2013 nas três divisões da companhia — Consumo, Médica ou Farmacêutica — em São Paulo ou São José dos Campos. As inscrições abrem dia 10 de agosto e são voltadas a estudantes graduados em cursos superiores das áreas Humanas, Exatas ou Biológicas, entre dezembro de 2010 e dezembro de 2012.
A Johnson & Johnson oferece um programa intensivo de amadurecimento profissional e pessoal com foco na geração Y, com treinamento individual, aulas de gestão de carreira, atividades interpessoais fortalecendo o senso de equipe e a vivência no mundo corporativo.
Na Johnson & Johnson, os trainees são formados para assumir cargos de liderança no futuro da companhia. Por isso, o programa foi desenhado para desenvolver competências gerais como orientação aos resultados, visão estratégica e trabalho em equipe, alem de competências funcionais, especificas de cada área.
Ao ingressar a organização, os jovens passam uma semana inteira na Academia de Trainees para conhecerem os valores e o credo da Johnson & Johnson, além de aprenderem a gerir o tempo, projetos e gerar resultados. Ao longo do programa, os trainees receberão mais duas semanas de treinamento intensivo na academia com o objetivo de fortalecer a visão estratégica, incentivar o senso de equipe e com foco no planejamento da carreira.
Além dos cursos e atividades propostas em paralelo ao trabalho desempenhado pelos trainees, eles recebem o coaching individual, um feedback constante dos gestores das áreas em que estão atuando. “O coaching que estou recebendo, os treinamentos e a visão do todo atestam a qualidade do programa que é bastante desafiador e enriquecedor. Somos colocados para atuar em grandes projetos e a companhia investe na nossa formação como pessoas e profissionais”, diz Thaissa Sá, trainee desde 2011.
Outra vantagem é a oportunidade de mudar de área de atuação pelo menos duas vezes ao longo do programa, o que permite um amadurecimento do que o jovem deseja seguir. “Quando me contrataram disseram que eu tinha perfil de vendas, mas eu queria a área de marketing. Trabalhei durante um ano na área comercial no Rio de Janeiro, em dois grandes projetos, e este ano tive a oportunidade de atuar no marketing corporativo com foco no patrocínio da Copa do Mundo. Hoje, descobri que minha vocação é de fato a área de vendas”, acrescenta Thaissa.

Seleção
As inscrições estão abertas a partir do dia 10 de agosto e poderão ser feitas a partir do site www.jnjbrasil.com.br/carreira que conta com informações adicionais sobre o programa. A primeira fase da seleção será composta por análise de currículo e de um questionário virtual para conhecimento do perfil e comportamento dos candidatos.
Os candidatos pré-aprovados na triagem serão selecionados por meio de um jogo virtual, uma novidade implementada pela Johnson & Johnson no ano passado. Nos jogos, os participantes do processo vivenciam situações da vida real nos jogos e são obrigados a tomarem decisões relacionadas ao dia a dia da empresa. O inglês, o raciocínio lógico e a tomada de decisão alinhada à cultura da Johnson são os itens avaliados nessa etapa.
O jogo situacional é uma forma diferente e criativa de avaliar os candidatos e identificar os estudantes cujos perfis estão alinhados com a cultura da Johnson & Johnson, atendendo a requerimentos das posições.
Com base nessa nova triagem, o processo de seleção segue para as fases presenciais com identificação das competências por meio de dinâmica de grupo, e por fim, a última fase envolverá os gestores que avaliarão os candidatos por meio de um board game, atividade em grupo com cases que simularão negociações e tomada de decisões. Os candidatos selecionados iniciam o programa em fevereiro de 2013.

Exigências para inscrição

- Inglês avançado ou fluente (escrita, leitura e conversação)
- Disponibilidade para residir no local da vaga e mobilidade geográfica.
- Áreas de atuação: Vendas, Finanças, Marketing, Trade Marketing, Recursos Humanos, Tecnologia da Informação, Economia da Saúde, Médica, entre outras.
- Período: de 10 de agosto a 10 de setembro
- Site: www.jnjbrasil.com.br/carreira

Carreira e benefícios
Os trainees contam com os mesmos benefícios oferecidos aos demais funcionários como assistência médica e odontológica, previdência privada, seguro de vida, estacionamento, refeitório no local ou vale refeição, bônus referente ao desempenho individual e da companhia, e desconto na compra de produtos e medicamentos da Johnson & Johnson.
A taxa de efetivação de trainees na Johnson & Johnson é bastante alta: 93%. Desde 2008 foram contratados 61 trainees, sendo que apenas 7% deixaram a organização.
Para mais informações visite a página no Facebook www.facebook.com/jnjcareersbrazil.

Johnson & Johnson do Brasil lança página no Facebook dedicada à carreira

A Johnson & Johnson do Brasil acaba de lançar sua página dedicada à “Carreira” no Facebook com o objetivo de se aproximar de possíveis candidatos e, assim, atrair novos talentos para os diferentes negócios da empresa, que incluem a maior e mais diversificada empresa de dispositivos médicos e diagnósticos do mundo — Johnson & Johnson Medical; a 5ª maior empresa de biológicos e 8ª maior farmacêutica do mundo — Janssen; e a 6a maior empresa de consumo em saúde do mundo — Johnson & Johnson Consumo.
A página de recrutamento de talentos do site institucional da J&J também foi atualizadaa. “Nós procuramos por profissionais que tenham o compromisso diário de melhorar a saúde, o bem estar e a vida das pessoas; que sejam apaixonados pelo que fazem; que trabalhem bem em equipe; e que se preocupem e cuidem profundamente de nossos clientes e comunidades. Essa nova ferramenta visa nos ajudar a encontrar essas pessoas”, destaca Mariana Ramirez, diretora de Recrutamento & Seleção para o Brasil.
A página destaca os principais atributos que fazem da Johnson & Johnson do Brasil uma boa empregadora, além de apresentar as possibilidades oferecidas pela empresa aos candidatos:

• Programa de Estágio Jovens Talentos: visa desenvolver jovens com potencial para assumir futuras posições de trainee ou juniores. Os pré-requisitos considerados são: estar cursando o penúltimo ou último ano da faculdade, ter inglês avançado e disponibilidade para estagiar nas regiões de São Paulo ou São José dos Campos. O programa tem duração de 1 a 2 anos e o início do processo seletivo acontece em setembro.
• Programa de Trainee Jovens Talentos: tem o objetivo de identificar jovens com potencial profissional, dinâmicos, empreendedores, que gostem de se relacionar e trabalhar em equipe. A empresa contribui para o desenvolvimento dos mesmos para que possam assumir posições efetivas. O processo seletivo também tem início em setembro.
• Vagas efetivas em aberto: aqueles que tiverem vontade de fazer a diferença e acreditarem poder contribuir com o objetivo da companhia de fazer parte da vida de milhões de pessoas, podem se candidatar às vagas em aberto.
• Programa Internacional de Recrutamento e Desenvolvimento (IRDP): voltado para estudantes de MBA no exterior, visa preparar futuros líderes para a organização, ajudando candidatos altamente qualificados a acelerar seu crescimento rumo a cargos de liderança.

Para conhecer a nova página da empresa no Facebook, acesse: www.facebook.com/jnjcareersbrazil.
Para conhecer a página de carreiras atualizada, no site institucional da Johnson & Johnson, acesse: www.jnjbrasil.com.br/carreira.